O Palotinense - Palotina Notícias

Eleições podem ser adiadas por causa do coronavírus, sugere ministro da Saúde

A avaliação de parte dos congressistas é de que a crise do coronavírus inviabiliza a campanha eleitoral.
Eleições podem ser adiadas por causa do coronavírus, sugere ministro da Saúde

Eleições podem ser adiadas por causa do coronavírus, sugere ministro da Saúde

Bem Paraná

O agravamento da pandemia do coronavírus pode levar ao adiamento das eleições para prefeito e vereador, inicialmente previstas para outubro deste ano. A ideia que já vinha sendo comentada pelos políticos nos bastidores ganhou a luz do dia neste domingo (22) por iniciativa do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, dividindo opiniões. A avaliação de parte dos congressistas é de que a crise do coronavírus inviabiliza a campanha eleitoral.

Houve quem, como o senador pelo Paraná, Alvaro Dias (Pode), aplaudisse a iniciativa. Outros, como o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, que em maio assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a missão de comandar o pleito, reagiu afirmando que qualquer decisão nesse sentido é responsabilidade do Congresso.

“Está na hora de o Congresso olhar e falar: ‘olha, adia (as eleições)’. Faça um mandato tampão desses vereadores e prefeitos. Eleição no meio do ano vai ser uma tragédia. Vai todo mundo querer fazer ação política. Eu sou político, não esqueçam disso”, disse Mandetta, em uma teleconferência com prefeitos das capitais. O ministro é deputado federal licenciado.

“A Constituição prevê a realização de eleições no primeiro domingo de outubro. A alteração dessa data depende de emenda constitucional. Portanto, não cabe a mim, como futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral, cogitar nada diferente nesse momento”, reagiu Barroso. “É papel do Congresso Nacional deliberar acerca da necessidade de adiamento, inclusive decidindo sobre o momento adequado de fazer essa definição. Se o Poder Legislativo vier a alterar a data das eleições, trabalharemos com essa nova realidade”, afirmou o magistrado.

Curva
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), disse não ser o momento para discutir o assunto, e que a hora é de focar no enfrentamento da crise do coronavírus. Segundo ele, não haverá necessidade de adiar o pleito caso as projeções de Mandetta, estejam corretas. O ministro previu um aumento das infecções em abril, maio e junho, seguido de estabilização em julho e agosto e decréscimo da curva em setembro. “Se a projeção na curva de contaminação do ministro Mandetta estiver certa, não haverá necessidade de adiar a eleição”, avaliou Maia.

Líder do governo Ratinho Jr na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Hussein Bakri (PSD) também acha a discussão extemporânea. Acho totalmente fora de propósito falar de eleições agora. Ninguém tem cabeça pra isso”, avalia, afirmando que se houver uma recomendação oficial da área da saúde, o assunto deve ser avaliado pelo Congresso e o TSE.

OUVIR NOTÍCIA

O agravamento da pandemia do coronavírus pode levar ao adiamento das eleições para prefeito e vereador, inicialmente previstas para outubro deste ano. A ideia que já vinha sendo comentada pelos políticos nos bastidores ganhou a luz do dia neste domingo (22) por iniciativa do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, dividindo opiniões. A avaliação de parte dos congressistas é de que a crise do coronavírus inviabiliza a campanha eleitoral.

Houve quem, como o senador pelo Paraná, Alvaro Dias (Pode), aplaudisse a iniciativa. Outros, como o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, que em maio assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a missão de comandar o pleito, reagiu afirmando que qualquer decisão nesse sentido é responsabilidade do Congresso.

“Está na hora de o Congresso olhar e falar: ‘olha, adia (as eleições)’. Faça um mandato tampão desses vereadores e prefeitos. Eleição no meio do ano vai ser uma tragédia. Vai todo mundo querer fazer ação política. Eu sou político, não esqueçam disso”, disse Mandetta, em uma teleconferência com prefeitos das capitais. O ministro é deputado federal licenciado.

“A Constituição prevê a realização de eleições no primeiro domingo de outubro. A alteração dessa data depende de emenda constitucional. Portanto, não cabe a mim, como futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral, cogitar nada diferente nesse momento”, reagiu Barroso. “É papel do Congresso Nacional deliberar acerca da necessidade de adiamento, inclusive decidindo sobre o momento adequado de fazer essa definição. Se o Poder Legislativo vier a alterar a data das eleições, trabalharemos com essa nova realidade”, afirmou o magistrado.

Curva
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), disse não ser o momento para discutir o assunto, e que a hora é de focar no enfrentamento da crise do coronavírus. Segundo ele, não haverá necessidade de adiar o pleito caso as projeções de Mandetta, estejam corretas. O ministro previu um aumento das infecções em abril, maio e junho, seguido de estabilização em julho e agosto e decréscimo da curva em setembro. “Se a projeção na curva de contaminação do ministro Mandetta estiver certa, não haverá necessidade de adiar a eleição”, avaliou Maia.

Líder do governo Ratinho Jr na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Hussein Bakri (PSD) também acha a discussão extemporânea. Acho totalmente fora de propósito falar de eleições agora. Ninguém tem cabeça pra isso”, avalia, afirmando que se houver uma recomendação oficial da área da saúde, o assunto deve ser avaliado pelo Congresso e o TSE.

Fonte

Bem Paraná

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Paraná
Prorrogado o prazo para licenciamento de veículos
Prorrogado o prazo para licenciamento de veículos
VISUALIZAR
Paraná
Saúde envia vacina contra a gripe para os municípios
Saúde envia vacina contra a gripe para os municípios
VISUALIZAR
Brasil e Mundo
Papa convoca o mundo para ‘Bênção Urbi et Urbi”. Para o Brasil será às 14h
Papa convoca o mundo para ‘Bênção Urbi et Urbi”. Para o Brasil será às 14h
VISUALIZAR
Mensagem do Dia
MENSAGEM DO DIA: Glória ao produtor
MENSAGEM DO DIA: Glória ao produtor
VISUALIZAR
Paraná
Pacote social de R$ 400 milhões vai ajudar famílias paranaenses
Pacote social de R$ 400 milhões vai ajudar famílias paranaenses
VISUALIZAR
Paraná
Quarentena aumenta volume de lixo e exige cuidado com descarte
Quarentena aumenta volume de lixo e exige cuidado com descarte
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )