O Palotinense - Palotina Notícias

MENU
Logo
Sábado, 15 de agosto de 2020
Publicidade
Publicidade

Paraná

Crescimento de casos de Covid entre crianças e adolescentes preocupa autoridades sanitárias no Paraná

Em meio à explosão de casos de Covid-19 em todo o Paraná, a situação de um grupo específico tem chamado a atenção e preocupado as autoridades.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em meio à explosão de casos de Covid-19 em todo o Paraná, a situação de um grupo específico tem chamado a atenção e preocupado as autoridades sanitárias do estado. São as crianças e adolescentes, faixa etária que registrou maior crescimento em casos da doença desde o final de maio, com alta de 765%.

De acordo com dados da Secxretaria Estadual da Saúde (Sesa), até o dia 31 de maio o Paraná havia registrado 170 casos de contaminação pelo novo coronavírus entre jovens com idade entre 10 e 19 anos. Pouco mais de um mês depois, já são 1,3 mil ocorrências, sendo que Curitiba (139 casos), Cascavel (124) e Londrina (61) concentram o maior número de ocorrências.

Em entrevista à RPC, a diretora de atenção e vigilância da Sesa, Maria Goretti David Lopes, explicou que dois fatores poderiam estar influenciando esse aumento da incidência da doença entre o ppúblico mais jovem. Uma questão são as aglomerações, comuns quando essas pessoas saem para confraternizar, por exemplo. Outro ponto é o acesso ao mercado de trabalho.

Na grande maioria das ocorrências, jovens contaminados pelo coronavírus não apresentam maiores complicações. O público mais exposto, efetivamente, são os idosos, com maior tendência a terem quadros graves da doença. Crianças e adolescentes, contudo, transmitem a doença, como qualquer outra pessoa contaminada. E é justamente esse fator que preocupa as autoridades sanitárias.

Recentemente, inclusive, o prefeito Rafael Greca deu um depoimento relatando um caso em Curitiba que ajuda a ilustrar o problema. ""Numa família, infelizmente, os jovens tinham ido para a balada na véspera e foram almoçar com a vovó no dia seguinte. Em três dias a vovó estava morta e cinco pessoas da família estavam doentes. Então essa transmissão familiar tem de ser cortada", disse o prefeito em entrevista à CNN.

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )