O Palotinense - Palotina Notícias

Contribuintes deixam de resgatar quase 1/3 do crédito no Nota Paraná

Entre novembro 2015 e julho deste ano o Nota Paraná disponibilizou R$ 1,492 bilhão aos contribuintes
Contribuintes deixam de resgatar quase 1/3 do crédito no Nota Paraná

Contribuintes deixam de resgatar quase 1/3 do crédito no Nota Paraná

Rodolfo Luis Kowalski

O Nota Paraná, programa de estímulo à cidadania fiscal no estado do Paraná, tem por objetivo incentivar os consumidores a exigirem a troca do documento fiscal e, em compensação, devolve 30% do imposto recolhido pelos lojistas aos contribuintes. Seu lema, inclusive, é “CPF na nota é dinheiro de volta”. Mas ainda é grandioso o número de pessoas que esquecem (ou não querem) resgatar os valores aos quais têm direito pelo programa.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Fazenda , entre novembro 2015 e julho deste ano o Nota Paraná disponibilizou R$ 1,492 bilhão aos contribuintes cadastrados no programa. Desse montante, porém, R$ 478 milhões nunca foram resgatados e acabaram cancelados — os créditos vencem a cada 12 meses, contado a partir da data em que tiver sido disponibilizado pela Secretaria da Fazenda. O valor representa cerca de 32% do montante devolvido pelo Estado aos contribuintes.

O resgate dos créditos gerados pelo programa pode ser feito via depósito em conta corrente ou poupança e também pode ser direcionado para o pagamento do IPVA. Para consultar o seu saldo de créditos disponíveis, basta acessar a sua conta através do Portal da Nota Paraná, mediante login e senha cadastrada no próprio portal (notaparana.pr.gov.br).

Coordenadora do Nota Paraná, Marta Gambini aponta que há dois motivos principais para os usuários não resgatarem o crédito a que tem direito. Um deles é que compras feitas pela internet incluem automaticamente o CPF do comprador, mas muitas vezes ele não sabe que a empresa do Paraná ou desconhece o programa de combate à sonegação fiscal. A dica, então, é olhar o endereço do emitente quando a nota fiscal é entregue, junto com o produto.

Por outro lado, há ainda muitos paranaense que nem desconfiam que têm dinheiro para receber e outros que, por preguiça ou desconfiança, deixam de aproveitar os benefícios ofertados pelo programa de cidadania fiscal. Para esses, uma solução seria doar as notas fiscais para uma entidade social, o que pode ser feito com o depósito da notinha (mesmo que sem o CPF) em urnas espalhas em todo o tipo de estabelecimento. Esse dinheiro, então, será direcionado para alguma entidade social usar em seus projetos.

Mitos e verdades sobre o Nota Paraná
Para ganhar créditos, não preciso nem estar cadastrado.
Verdade — Para gerar créditos, basta informar o seu CPF ou CNPJ no ato da compra. Porém, para consultar e utilizar os seus créditos, bem como para participar dos sorteios mensais, você, consumidor, deverá acessar o site do Programa, www.notaparana.pr.gov.br, e efetuar seu cadastro.

Só pode participar quem mora no Paraná
Mito — Todos os cidadãos que possuem CPF no território nacional podem se cadastrar e receberão crédito, inclusive, por algumas compras feitas via internet. Já são mais de 4 mil cidades cadastradas no Paraná, de pessoas que compram de empresas paranaenses.

Posso ser vítima de fraude ao informar meu CPF a estabelecimentos comerciais
Mito — Apenas com essa informação é impossível que alguém se torne vítima de fraude. Ou seja, pode informar tranquilamente seu CPF que não há risco.

Ao colocar o CPF na nota, o cidadão pode cair nas malhas da Receita Federal
Mito — Além do programa de cidadania fiscal não querer saber o quanto a pessoa ganha ou gasta, o Nota Paraná é gerenciado pelo Governo do Estado, enquanto a Receita Federal (como o próprio nome indica) é federal

Quanto mais notas, mais chances no sorteio
Verdade — A 1ª nota fiscal emitida em cada período de sorteio irá lhe gerar um bilhete Depois disso, você receberá mais um bilhete para cada R$ 50 em compras.

Caso não inclua o CPF no ato da compra, posso cadastrar a nota posteriormente
Mito — O CPF na nota é colocado apenas no momento da emissão da mesma.

O Nota Paraná combate sonegação fiscal e isso é bom para o consumidor
Verdade — O combate à sonegação fiscal não só ajuda a aumentar a arrecadação do Estado, garantindo mais dinheiro para investimentos, como também ajuda a reduzir a concorrência desleal.

Não vale a pena participar do programa porque o valor restituído é pequeno
Mito — Principalmente porque o consumidor não tem nada a perder ao se inscrever no programa e pedir CPF nas notas, além do fato de que exigir o comprovante fiscal é um exercício de cidadania. Nos sorteios mensais há a chance de conseguir prêmios polpudos, de até R$ 50 mil (em datas especiais, o valor chega a R$ 200 mil).

OUVIR NOTÍCIA

O Nota Paraná, programa de estímulo à cidadania fiscal no estado do Paraná, tem por objetivo incentivar os consumidores a exigirem a troca do documento fiscal e, em compensação, devolve 30% do imposto recolhido pelos lojistas aos contribuintes. Seu lema, inclusive, é “CPF na nota é dinheiro de volta”. Mas ainda é grandioso o número de pessoas que esquecem (ou não querem) resgatar os valores aos quais têm direito pelo programa.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Fazenda , entre novembro 2015 e julho deste ano o Nota Paraná disponibilizou R$ 1,492 bilhão aos contribuintes cadastrados no programa. Desse montante, porém, R$ 478 milhões nunca foram resgatados e acabaram cancelados — os créditos vencem a cada 12 meses, contado a partir da data em que tiver sido disponibilizado pela Secretaria da Fazenda. O valor representa cerca de 32% do montante devolvido pelo Estado aos contribuintes.

O resgate dos créditos gerados pelo programa pode ser feito via depósito em conta corrente ou poupança e também pode ser direcionado para o pagamento do IPVA. Para consultar o seu saldo de créditos disponíveis, basta acessar a sua conta através do Portal da Nota Paraná, mediante login e senha cadastrada no próprio portal (notaparana.pr.gov.br).

Coordenadora do Nota Paraná, Marta Gambini aponta que há dois motivos principais para os usuários não resgatarem o crédito a que tem direito. Um deles é que compras feitas pela internet incluem automaticamente o CPF do comprador, mas muitas vezes ele não sabe que a empresa do Paraná ou desconhece o programa de combate à sonegação fiscal. A dica, então, é olhar o endereço do emitente quando a nota fiscal é entregue, junto com o produto.

Por outro lado, há ainda muitos paranaense que nem desconfiam que têm dinheiro para receber e outros que, por preguiça ou desconfiança, deixam de aproveitar os benefícios ofertados pelo programa de cidadania fiscal. Para esses, uma solução seria doar as notas fiscais para uma entidade social, o que pode ser feito com o depósito da notinha (mesmo que sem o CPF) em urnas espalhas em todo o tipo de estabelecimento. Esse dinheiro, então, será direcionado para alguma entidade social usar em seus projetos.

Mitos e verdades sobre o Nota Paraná
Para ganhar créditos, não preciso nem estar cadastrado.
Verdade — Para gerar créditos, basta informar o seu CPF ou CNPJ no ato da compra. Porém, para consultar e utilizar os seus créditos, bem como para participar dos sorteios mensais, você, consumidor, deverá acessar o site do Programa, www.notaparana.pr.gov.br, e efetuar seu cadastro.

Só pode participar quem mora no Paraná
Mito — Todos os cidadãos que possuem CPF no território nacional podem se cadastrar e receberão crédito, inclusive, por algumas compras feitas via internet. Já são mais de 4 mil cidades cadastradas no Paraná, de pessoas que compram de empresas paranaenses.

Posso ser vítima de fraude ao informar meu CPF a estabelecimentos comerciais
Mito — Apenas com essa informação é impossível que alguém se torne vítima de fraude. Ou seja, pode informar tranquilamente seu CPF que não há risco.

Ao colocar o CPF na nota, o cidadão pode cair nas malhas da Receita Federal
Mito — Além do programa de cidadania fiscal não querer saber o quanto a pessoa ganha ou gasta, o Nota Paraná é gerenciado pelo Governo do Estado, enquanto a Receita Federal (como o próprio nome indica) é federal

Quanto mais notas, mais chances no sorteio
Verdade — A 1ª nota fiscal emitida em cada período de sorteio irá lhe gerar um bilhete Depois disso, você receberá mais um bilhete para cada R$ 50 em compras.

Caso não inclua o CPF no ato da compra, posso cadastrar a nota posteriormente
Mito — O CPF na nota é colocado apenas no momento da emissão da mesma.

O Nota Paraná combate sonegação fiscal e isso é bom para o consumidor
Verdade — O combate à sonegação fiscal não só ajuda a aumentar a arrecadação do Estado, garantindo mais dinheiro para investimentos, como também ajuda a reduzir a concorrência desleal.

Não vale a pena participar do programa porque o valor restituído é pequeno
Mito — Principalmente porque o consumidor não tem nada a perder ao se inscrever no programa e pedir CPF nas notas, além do fato de que exigir o comprovante fiscal é um exercício de cidadania. Nos sorteios mensais há a chance de conseguir prêmios polpudos, de até R$ 50 mil (em datas especiais, o valor chega a R$ 200 mil).

Fonte

Rodolfo Luis Kowalski

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Palotina
Acipa conquista Placa de Ouro em programa da Faciap
Acipa conquista Placa de Ouro em programa da Faciap
VISUALIZAR
Palotina
Lojas de Palotina terão Horário Especial de atendimento a partir de segunda-feira
Lojas de Palotina terão Horário Especial de atendimento a partir de segunda-feira
VISUALIZAR
Palotina
Qualificações certificam 358 pessoas em cursos profissionalizantes
Qualificações certificam 358 pessoas em cursos profissionalizantes
VISUALIZAR
Saúde e Alimentação
Estilo de vida saudável pode diminuir e até evitar complicações causadas pelo Diabete
Estilo de vida saudável pode diminuir e até evitar complicações causadas pelo Diabete
VISUALIZAR
Brasil e Mundo
Sobem para 594 os casos confirmados de sarampo no Paraná; 90% estão na RMC
Sobem para 594 os casos confirmados de sarampo no Paraná; 90% estão na RMC
VISUALIZAR
Brasil e Mundo
Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite do saque imediato do FGTS
Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite do saque imediato do FGTS
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )