O Palotinense - Palotina Notícias

Carne bovina aumenta mais de 35% e deixa festas de final de ano “salgadas”

Cortes nobres variam de 40 a 50 reais o quilo.
Carne bovina aumenta mais de 35% e deixa festas de final de ano “salgadas”

Carne bovina aumenta mais de 35% e deixa festas de final de ano “salgadas”


As festividades do fim de ano ficarão mais caras e um dos fatores é o preço da carne. Para se ter idéia a carne bovina teve um aumento nos últimos dias em Assis Chateaubriand que variou de 35 a 40%. Aumento afeta praticamente todo o país, mas aí com índices diferenciados.
Os consumidores estão assustados, pois antes compravam, por exemplo, a carne moída de 2ª, a um preço de R$ 12 o quilo. Atualmente ultrapassou a marca dos R$ 19. Outro exemplo pode ser dado no quilo do corte conhecido com filé agulha carne da parte dianteira do boi, antes vendido a R$ 12, agora na promoção é vendido a 19 reais o quilo.
Já os cortes nobres como bisteca com filé, alcatra, fraudinha e picanha os preços não chamam a atenção dos consumidores, pois variam de R$ 30 a R$ 50. Outros cortes que fazem parte do churrasco é a costela, seja, minga ou ripa, está sendo comercializada ao preço superior a R$20.
Até mesmo o bife do almoço ou do jantar é vendido há mais de 25 reais o quilo, sendo que o colchão mole chegou a ser comercializado a quase R$ 29. E a noticia não é nada boa, pois a cada dia que passa o preço aumenta. Uma das explicações é o aumento das exportações de carne bovina para a China e outros países que enfrentam doenças.
Outra situação é a escassez de gado e o aumento do consumo com a chegada do fim de ano.
Para quem pensa em se livrar de gastos excessivos, não tem como evitar, pois as carnes suínas e a de frango já haviam aumentado nos últimos meses. Para se ter idéia a bisteca suína chegou a ser comercializada a R$ 13 o quilo, isso na promoção. Cortes como paleta e pernil o preço chegou a quase R$ 12. Um dos cortes mais consumidos da carne de frango, coxa e sobre coxa já está sendo comercializado a um preço que passa dos R$ 8 sem estar na promoção.

OUVIR NOTÍCIA


As festividades do fim de ano ficarão mais caras e um dos fatores é o preço da carne. Para se ter idéia a carne bovina teve um aumento nos últimos dias em Assis Chateaubriand que variou de 35 a 40%. Aumento afeta praticamente todo o país, mas aí com índices diferenciados.
Os consumidores estão assustados, pois antes compravam, por exemplo, a carne moída de 2ª, a um preço de R$ 12 o quilo. Atualmente ultrapassou a marca dos R$ 19. Outro exemplo pode ser dado no quilo do corte conhecido com filé agulha carne da parte dianteira do boi, antes vendido a R$ 12, agora na promoção é vendido a 19 reais o quilo.
Já os cortes nobres como bisteca com filé, alcatra, fraudinha e picanha os preços não chamam a atenção dos consumidores, pois variam de R$ 30 a R$ 50. Outros cortes que fazem parte do churrasco é a costela, seja, minga ou ripa, está sendo comercializada ao preço superior a R$20.
Até mesmo o bife do almoço ou do jantar é vendido há mais de 25 reais o quilo, sendo que o colchão mole chegou a ser comercializado a quase R$ 29. E a noticia não é nada boa, pois a cada dia que passa o preço aumenta. Uma das explicações é o aumento das exportações de carne bovina para a China e outros países que enfrentam doenças.
Outra situação é a escassez de gado e o aumento do consumo com a chegada do fim de ano.
Para quem pensa em se livrar de gastos excessivos, não tem como evitar, pois as carnes suínas e a de frango já haviam aumentado nos últimos meses. Para se ter idéia a bisteca suína chegou a ser comercializada a R$ 13 o quilo, isso na promoção. Cortes como paleta e pernil o preço chegou a quase R$ 12. Um dos cortes mais consumidos da carne de frango, coxa e sobre coxa já está sendo comercializado a um preço que passa dos R$ 8 sem estar na promoção.

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Paraná
Saúde confirma 273 novos casos de Covid-19 e 7 óbitos em um dia
Saúde confirma 273 novos casos de Covid-19 e 7 óbitos em um dia
VISUALIZAR
Paraná
Site da Segurança Pública passa a mostrar número de feminicídios
Site da Segurança Pública passa a mostrar número de feminicídios
VISUALIZAR
Paraná
Aula Paraná facilita registro de presença do aluno
Aula Paraná facilita registro de presença do aluno
VISUALIZAR
Paraná
Paraná estima safra de grãos acima de 40 milhões de toneladas
Paraná estima safra de grãos acima de 40 milhões de toneladas
VISUALIZAR
Região
Maripá cria bibliônibus para estimular hábito da leitura
Maripá cria bibliônibus para estimular hábito da leitura
VISUALIZAR
Brasil e Mundo
Aneel suspende taxa extra na conta de luz
Aneel suspende taxa extra na conta de luz
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )