O Palotinense - Palotina Notícias

MENU
Logo
Sábado, 31 de outubro de 2020
Publicidade
Publicidade

Paraná

BPTran distribui antenas corta-fio para motociclistas

A blitz aconteceu na entrada do estacionamento do Jardim Botânico em Curitiba...

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) entregou nesta terça-feira (22) 80 antenas corta-fio a motociclistas para auxiliar na prevenção de acidentes com linha de cerol.

A blitz educativa aconteceu na entrada do estacionamento do Jardim Botânico em Curitiba, e contou com apoio da The One Harley Davidson e da Road Moto Shop, e faz parte da programação da Semana Nacional do Trânsito, que começou na sexta-feira (18).

Balanço do BPTran aponta que de janeiro a agosto deste ano houve 1.559 acidentes na Capital envolvendo motociclistas, contra 1.856 no mesmo período do ano passado, uma redução de 16%.

Nesses oito meses, 1.337 pessoas ficaram feridas e 13 morreram no local. Já em 2019, também no comparativo de janeiro a agosto, 1.684 pessoas ficaram feridas e 15 morreram, índices que tiveram queda de 20% e 13%, respectivamente. Esses dados já incluem os acidentes com linhas de cerol. 

SEGURANÇA - De acordo com o comandante da 2ª Cia da Cotamotran, capitão Márcio Rodrigues, a ação educativa teve como objetivo levar mais segurança para os motociclistas de Curitiba. “Eles têm sido vítimas de muitos acidentes de trânsito e, por isso, escolhemos o público como alvo nessa operação”, disse.

“Abordamos diversos motociclistas, conversamos com eles e alertamos sobre uma condução mais segura, ofertando uma antena corta-fio para que seja instalada na moto, para que eles entendam que a sua segurança está em primeiro lugar”, acrescentou.

Um dos patrocinadores da blitz foi Silvio Laerte Carvalho, proprietário da Road Moto Shop, que fez parceria com o BPTran para contribuir com o trabalho de educação no trânsito com os motociclistas. “A atividade é muito importante, pois as linhas de cerol oferecem um risco muito grande aos motociclistas e nós temos que lembrar que é nossa obrigação cuidar de nós mesmos”, disse.

Uma das pessoas que passaram pela blitz e levaram uma antena para casa foi a advogada Ana Lúcia Rodrigues, moradora da cidade de Rio Claro. Ela já perdeu um primo após um acidente de trânsito com linha de cerol. “Ele estava saindo do trabalho de moto, sofreu um acidente muito grave com uma linha de cerol e morreu. Essa fatalidade aconteceu há 15 anos, mas nunca é tarde para conscientizar as pessoas do perigo que essa prática pode causar”.

O motoboy Cláudio Luiz Laureano também foi abordado e agradeceu as orientações e a antena. “Achei muito interessante essa iniciativa para alertar o pessoal a respeito dessa prática que é muito perigosa, pois com atitudes assim podemos melhorar a nossa segurança”, disse.

Fonte/Créditos: AEN

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )