O Palotinense - Palotina Notícias

Athletico empata com o Avaí e se despede de 2019 garantindo mais R$ 26,4 milhões

Adeus, 2019!
Athletico empata com o Avaí e se despede de 2019 garantindo mais R$ 26,4 milhões

Athletico empata com o Avaí e se despede de 2019 garantindo mais R$ 26,4 milhões

Bem Paraná

Adeus, 2019! Na tarde deste domingo (08 de dezembro) o Furacão se despediu de uma das temporadas mais vitoriosas da historia quase centenária do clube paranaense. Jogando no Estádio da Ressacada, o Athletico ficou no 0 a 0 contra o Avaí, em um jogo com os dois times mandando a campo equipes reservas. Com o resultado, a equipe hoje comandada pelo técnico Eduardo Barros alcança a marca de 13 jogos sem derrota.

A má notícia, por outro lado, é que, caso tivesse vencido, o Furacão teria superado o Grêmio e terminado na 4ª colocação do Campeonato Brasileiro. O time, porém, já havia garantido vaga na fase de grupos da próxima Copa Libertadores por ter se sagrado campeão da Copa do Brasil. Dessa forma, a única diferença para o clube, na prática, diz respeito à premiação: o quarto colocado receberá R$ 28 milhões em prêmio da CBF, enquanto o quinto lugar ficará com o montante de R$ 26,4 milhões.

Já do lado do Avaí, o rebaixamento do Leão da Ilha já havia sido sacramentado com cinco rodadas de antecedência. A equipe catarinense diz adeus à Primeira Divisão com a maior sequência sem vitórias na competição: são 18 jogos de jejum. Curiosamente, uma das três vitóriass do time na atual edição do Brasileirão foi justmaente diante do Athletico, em 15 de setembro, quando a equipe fez 1 a 0 na Arena da Baixada, com gol de Jonathan.

Escalações

O técnico Eduardo Barros montou um time bem diferente para a despedida do Brasileirão. Dos titulares, apenas o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho, que perderam grande parte da temporada após suspensão por causa de doping, fora escalados.

Ao todo, 16 jogadores tiveram as férias antecipadas pelo clube, o que inclui nomes como o goleiro Santos, os zagueiros Léo Pereira e Robson Bambu, os meio-campistas Wellington, Bruno Guimarães e Lucho González e os meia-atacantes Rony e Marcelo Cirino. Dessa forma, ganharam chance no time principal jovens como Abner Vinícius, Vitinho e Pedrinho.

No Avaí, a partida serviu como uma espécie de ‘laboratório’. Jogadores como Douglas, Luanderson, Paulinho e Matheus Barbosa, que não devem seguir no clube em 2020, não foram nem relacionados para a partida. Quem também ficou de fora foi o goleiro Vladimir, que retornará ao Santos, clube ao qual está vinculado.

O Jogo

O primeiro tempo foi de pouca emoção, com muitos erros de passe dos dois lados. O Furacão até teve uma leve superioridade, que inclusive se traduziu nas finalizações a gol: sete para os paranaenses contra quatro dos catarinenses. Nas melhores chegadas, porém, acabou parando no goleiro Lucas Frigeri, principal destaque da equipe mandante, e também na falta de pontaria dos argentinos Tomás Andrade e Braian Romero.

No segundo tempo, aos 16 minutos, Eduardo Barros promoveu a entrada de Bruno Nazário no lugar de Tomás Andrade. Aos 26, foi vez de Matheus Rossetto substituir Pedrinho. E aos 31, a última mudança no rubro-negro, com Abner Felipe na vaga de Abner Vinícius.

A partida ficou mais aberta. O Athletico atacava com maior qualidade, mas também sofria com os contra-golpes do Avaí.

FICHA TÉCNICA

Avaí 0 x 0 Athletico

Avaí: Lucas Frigeri; Léo, Zé Marcos, Marquinhos Silva e Ramon Pereira; Pedro Castro (Marcinho), Richard Franco, Wesley (Gabriel Lima), Luan Pereira e João Paulo (Vinicius Araujo); Jonathan. Técnico: Evando Camillato
Athletico: Léo; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius (Abner Felipe); Camacho, Érick, Vitinho, Tomás Andrade (Bruno Nazário) e Pedrinho (Matheus Rossetto); Braian Romero. Técnico: Eduardo Barros
Gols:
Cartões amarelos: Marquinhos Silva, Marcinho (AVA); Vitinho (CAP)
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Público: 2.445 total
Renda: R$ 71.266,00
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC), domingo (08 de dezembro) às 16 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

4 - Avaí erra na saída de bola e Vitinho ganha a disputa na entrada da área. Ele chuta rasteiro, bem colocado, e o goleiro Lucas Frigeri espalma.

7 – Érick arrisca um chute de longe e Lucas Frigeri faz boa defesa.

21 - Passe de Pedrinho para Braian Romero. Em boa posição dentro da área, o argentino chuta fraco e facilita a defesa do goleiro Lucas Frigeri.

28 – Roubada de bola de Pedrinho no campo ofensivo. Ele pifa Braian Romero, que chuta mal, para fora.

43 - Sobra de bola na entrada da área fica com Tomás Andrade, que arrisca um chute de perna esquerda. Lucas Frigeri se estica e espalma.

Segundo tempo

2 – Cruzamento para a área atleticana, João Paulo desvia e o goleiro Léo defende.

11 - Lançamento de Camacho para Vitinho. O jogador atleticano dispara pela esquerda e chuta para a defesa de Lucas Frigeri. No rebote, Pedrinho chuta direto para fora.

18 - João Paulo recebe dentro da área e, com muita liberdade, chuta. A bola balança a rede, mas pelo lado de fora, enganando muita gente na Ressacada. Arbitragem também assinalava impedimento no lance.

23 - Avaí chega pela direita. Gabriel Lima aciona Luan Pereira, que chuta forte e obriga boa defesa de Léo

40 – Vitinho arrisca o chute de longe e manda a bola no ângulo. Lucas Frigeri, porém, faz a defesa. 

OUVIR NOTÍCIA

Adeus, 2019! Na tarde deste domingo (08 de dezembro) o Furacão se despediu de uma das temporadas mais vitoriosas da historia quase centenária do clube paranaense. Jogando no Estádio da Ressacada, o Athletico ficou no 0 a 0 contra o Avaí, em um jogo com os dois times mandando a campo equipes reservas. Com o resultado, a equipe hoje comandada pelo técnico Eduardo Barros alcança a marca de 13 jogos sem derrota.

A má notícia, por outro lado, é que, caso tivesse vencido, o Furacão teria superado o Grêmio e terminado na 4ª colocação do Campeonato Brasileiro. O time, porém, já havia garantido vaga na fase de grupos da próxima Copa Libertadores por ter se sagrado campeão da Copa do Brasil. Dessa forma, a única diferença para o clube, na prática, diz respeito à premiação: o quarto colocado receberá R$ 28 milhões em prêmio da CBF, enquanto o quinto lugar ficará com o montante de R$ 26,4 milhões.

Já do lado do Avaí, o rebaixamento do Leão da Ilha já havia sido sacramentado com cinco rodadas de antecedência. A equipe catarinense diz adeus à Primeira Divisão com a maior sequência sem vitórias na competição: são 18 jogos de jejum. Curiosamente, uma das três vitóriass do time na atual edição do Brasileirão foi justmaente diante do Athletico, em 15 de setembro, quando a equipe fez 1 a 0 na Arena da Baixada, com gol de Jonathan.

Escalações

O técnico Eduardo Barros montou um time bem diferente para a despedida do Brasileirão. Dos titulares, apenas o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho, que perderam grande parte da temporada após suspensão por causa de doping, fora escalados.

Ao todo, 16 jogadores tiveram as férias antecipadas pelo clube, o que inclui nomes como o goleiro Santos, os zagueiros Léo Pereira e Robson Bambu, os meio-campistas Wellington, Bruno Guimarães e Lucho González e os meia-atacantes Rony e Marcelo Cirino. Dessa forma, ganharam chance no time principal jovens como Abner Vinícius, Vitinho e Pedrinho.

No Avaí, a partida serviu como uma espécie de ‘laboratório’. Jogadores como Douglas, Luanderson, Paulinho e Matheus Barbosa, que não devem seguir no clube em 2020, não foram nem relacionados para a partida. Quem também ficou de fora foi o goleiro Vladimir, que retornará ao Santos, clube ao qual está vinculado.

O Jogo

O primeiro tempo foi de pouca emoção, com muitos erros de passe dos dois lados. O Furacão até teve uma leve superioridade, que inclusive se traduziu nas finalizações a gol: sete para os paranaenses contra quatro dos catarinenses. Nas melhores chegadas, porém, acabou parando no goleiro Lucas Frigeri, principal destaque da equipe mandante, e também na falta de pontaria dos argentinos Tomás Andrade e Braian Romero.

No segundo tempo, aos 16 minutos, Eduardo Barros promoveu a entrada de Bruno Nazário no lugar de Tomás Andrade. Aos 26, foi vez de Matheus Rossetto substituir Pedrinho. E aos 31, a última mudança no rubro-negro, com Abner Felipe na vaga de Abner Vinícius.

A partida ficou mais aberta. O Athletico atacava com maior qualidade, mas também sofria com os contra-golpes do Avaí.

FICHA TÉCNICA

Avaí 0 x 0 Athletico

Avaí: Lucas Frigeri; Léo, Zé Marcos, Marquinhos Silva e Ramon Pereira; Pedro Castro (Marcinho), Richard Franco, Wesley (Gabriel Lima), Luan Pereira e João Paulo (Vinicius Araujo); Jonathan. Técnico: Evando Camillato
Athletico: Léo; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius (Abner Felipe); Camacho, Érick, Vitinho, Tomás Andrade (Bruno Nazário) e Pedrinho (Matheus Rossetto); Braian Romero. Técnico: Eduardo Barros
Gols:
Cartões amarelos: Marquinhos Silva, Marcinho (AVA); Vitinho (CAP)
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Público: 2.445 total
Renda: R$ 71.266,00
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC), domingo (08 de dezembro) às 16 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

4 - Avaí erra na saída de bola e Vitinho ganha a disputa na entrada da área. Ele chuta rasteiro, bem colocado, e o goleiro Lucas Frigeri espalma.

7 – Érick arrisca um chute de longe e Lucas Frigeri faz boa defesa.

21 - Passe de Pedrinho para Braian Romero. Em boa posição dentro da área, o argentino chuta fraco e facilita a defesa do goleiro Lucas Frigeri.

28 – Roubada de bola de Pedrinho no campo ofensivo. Ele pifa Braian Romero, que chuta mal, para fora.

43 - Sobra de bola na entrada da área fica com Tomás Andrade, que arrisca um chute de perna esquerda. Lucas Frigeri se estica e espalma.

Segundo tempo

2 – Cruzamento para a área atleticana, João Paulo desvia e o goleiro Léo defende.

11 - Lançamento de Camacho para Vitinho. O jogador atleticano dispara pela esquerda e chuta para a defesa de Lucas Frigeri. No rebote, Pedrinho chuta direto para fora.

18 - João Paulo recebe dentro da área e, com muita liberdade, chuta. A bola balança a rede, mas pelo lado de fora, enganando muita gente na Ressacada. Arbitragem também assinalava impedimento no lance.

23 - Avaí chega pela direita. Gabriel Lima aciona Luan Pereira, que chuta forte e obriga boa defesa de Léo

40 – Vitinho arrisca o chute de longe e manda a bola no ângulo. Lucas Frigeri, porém, faz a defesa. 

Fonte

Bem Paraná

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Região
Morre a terceira vitima do grave acidente no interior de Maripá
Morre a terceira vitima do grave acidente no interior de Maripá
VISUALIZAR
Região
Grave acidente deixa dois óbitos entre Maripá e Nova Santa Rosa
Grave acidente deixa dois óbitos entre Maripá e Nova Santa Rosa
VISUALIZAR
Paraná
Paraná aumenta o índice de vacinação contra a febre amarela
Paraná aumenta o índice de vacinação contra a febre amarela
VISUALIZAR
Paraná
Paraná terá quatro escolas cívico-militares neste ano
Paraná terá quatro escolas cívico-militares neste ano
VISUALIZAR
Brasil e Mundo
Caixa e Banco do Brasil começam a pagar hoje abono do PIS/Pasep
Caixa e Banco do Brasil começam a pagar hoje abono do PIS/Pasep
VISUALIZAR
Brasil e Mundo
Inep divulga notas do Enem nesta sexta-feira
Inep divulga notas do Enem nesta sexta-feira
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )