O Palotinense - Palotina Notícias

MENU
Logo
Sábado, 31 de outubro de 2020
Publicidade
Publicidade

Mensagem do Dia

A bênção dos encorajadores

Cativou-me a atuação da esposa de George, Elizabeth. Durante a luta dolorosa do marido...

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O filme O Discurso do Rei (2010) conta a história de George VI, rei da Inglaterra, que se tornou monarca quando o irmão abdicou do trono. Com a iminência da Segunda Guerra Mundial, o governo queria um líder articulado por causa do influente poder do rádio. Mas o rei George VI era gago.

Cativou-me a atuação da esposa de George, Elizabeth. Durante a luta dolorosa do marido, ela foi sua constante fonte de estímulo. Sua dedicação ajudou a prover o apoio necessário para o rei superar o problema de gagueira e governar em meio à guerra.

A Bíblia destaca histórias de pessoas que foram fonte de encorajamento em circunstâncias difíceis. Moisés teve o apoio de Arão e Hur (Êxodo 17:8-16), e Isabel encorajou Maria, quando esta estava grávida (Lucas 1:42-45).

Paulo, já convertido, precisou do apoio de Barnabé, cujo nome significa “filho de encorajamento”. Enquanto os discípulos temiam Paulo, Barnabé responsabilizou-se por ele, colocando em risco a própria reputação (Atos 9:27), algo essencial para que Paulo fosse acolhido pela comunidade cristã. Barnabé também foi seu companheiro de ministério (Atos 14), e, apesar dos perigos, eles trabalharam juntos proclamando o evangelho.

A orientação para os cristãos é: “animem e edifiquem uns aos outros” (1 Tessalonicenses 5:11). Que possamos ser fontes de ânimo para outras pessoas em situações difíceis.

Fonte/Créditos: PÃO DIARIO

Comentários:

Inscreva-se

As principais notícias do Brasil e do mundo em seu e-mail!

[CARREGANDO...]

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )